NOVO ENDEREÇO !!!

 

Antes de qualquer coisa quero agradecer a você por ter acessado meu Blog....sei que faz um tempinho que não tenho postado...rsrs...mas....vamos ao que interessa...em razão deste blog ser muito limitado resolvi "migrar" para o multiply que em uma única página você terá acesso ao meu blog, album de fotos, videos e músicas...enfim..tudo em um único lugar...rsrs...conto com sua visita...o endereço é:

www.carlosandre07.multiply.com

 

mais uma vez obrigado pelo carinho...em Cristo e por Cristo,

 

CARLOS ANDRÉ

 

olha só quem voltou a gravar...rsrs

 

 

 

<object width="425" height="355"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/nA4tr5v0syg&rel=1"></param><param name="wmode" value="transparent"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/nA4tr5v0syg&rel=1" type="application/x-shockwave-flash" wmode="transparent" width="425" height="355"></embed></object>

 

 

quem diria...depois de 4 anos afastados do cenário musical retorna a ativa a banda, que segundo muitos, abriu as portas para musica góspel no Brasil...o cd até que tá "legalzinho"...mas prefiro o Simion como compositor e vocalista...rsrs

 

História

Ícone do rock cristão nacional, a banda Katsbarnea surgiu em São Paulo no ano de 1988, em meio à efervescência do  rock de protesto no  Brasil . Suas letras e estética musical romperam com a estrutura até então vigente no cenário cristão, trazendo à tona temas como drogas, desequilíbrio ecológico, abuso do álcool, violência e desigualdade social. Considerada precursora do movimento "gospel", a banda venceu o Fico com a música “Extra”, em 1990. O primeiro álbum da banda, “Katsbarnea", foi gravado nos estúdios Transamérica, em São Paulo, de junho a setembro de 1990, sob a produção musical de Mauricio Domene e produção executiva dos estúdios New Voice, representado pelo Domingos Orlando (o Mingo, ex-integrante do grupo Os Incríveis). Na época, a banda contava com 10 integrantes fixos -  Alessandra (back-vocal),  André Mira (guitarra), Brother Simion (guitarra e vocal), Claudia (back-vocal), Marcelo Gasperini (bateria), Marquinhos (sax),  Mauricio (teclado),  Paulinho Makuko (percussão e vocal),  Sandra Simoes (back-vocal), e  Tchu (baixo) - e 2 eventuais: Hilquias (sax tenor) e Marcio Domene (trompete). Este álbum solidificou sua carreira e abriu as portas para participação em programas de TV como o “Matéria Prima” (TV Cultura), então apresentado por Serginho Groisman, além de ter matérias registradas em programas da MTV, na revista “Veja”, “Caderno 2” do jornal O Estado de S. Paulo, “Folha Ilustrada” da Folha de S. Paulo, entre outros. Em 1993, a formação da banda já era outra. Saíram todas as back-vocals e sobretudo os músicos Tchu Salomão, Paulinho Makuko e Marcelo Gasperini que foram substituídos por Jadão no baixo, Tomati (atualmente integrante do sexteto do "Programa do Jô") na guitarra e Fuka na bateria . Esta foi a época de lançamento do álbum "Cristo ou Barrabás?", produzido por RicK Bonadio. Em 1995, a banda já contava com Déio Tambasco como guitarrista e lançou "Armagedom", o álbum que trouxe a clássica "Gênesis" para a boca do povo. 1998 foi o ano que o vocalista Brother Simion decidiu deixar o Katsbarnea para se dedicar à sua carreira solo. Paulinho Makuko foi, então, convidado a retornar à banda como vocalista; junto com ele, voltou o baterista Marcelo Gasperini. Jadão e Déio Tambasco permaneceram na banda. Entre 1999 e 2000, a banda se preparou para voltar triunfante com o álbum “Katsbarnea Acústico” gravado ao vivo no DirecTV Music Hall (São Paulo). O trabalho, registrado em CD e Home Video, ultrapassou a marca de 100.000 cópias vendidas e rendeu uma turnê de aproximadamente dois anos, levando a banda a excursionar por todo Brasil e em cidades da Bolívia, Argentina, Uruguai, Inglaterra e Israel. Com o fim da turnê, Déio Tambasco cedeu a vaga de guitarrista do Katsbarnea para o músico Harley Silva, a fim de se dedicar também à carreira solo. Foi a vez de lançar em 2003 o álbum "Profecia", uma visita a seus sucessos com uma nova sonoridade, fundindo o rock com a música clássica. O álbum dividiu o gosto dos fãs. Sua turnê, "Ácidas Estrelas", durou até 2004, e os músicos Jadão e Harley Silva anunciaram sua saída da banda. De 2005 a 2007 a banda entrou em recessão. Nesta época, o vocalista Paulinho Makuko lançou o álbum solo "12" com um rock cru e poesia urbana. Após o período "out", a banda decidiu voltar com força total. Déio Tambasco voltou ao posto de guitarrista, somando-se a Makuko e Gasperini. Completando 19 anos de existência, Katsbarnea lança em 2007 seu oitavo álbum, "A tinta de Deus", só com músicas inéditas e compostas pelo vocalista, Paulinho Makuko, e prepara a gravação de um DVD comemorativo de 20 anos com lançamento previsto para 2008. Um fato curioso e que merece ser destacado é a presença maciça de adolescentes nas apresentações do grupo com tantos anos de carreira. Tal fato confirma a vocação original da banda: levar os jovens ao questionamento crucial da existência humana, o valor da vida.

Significado do nome

Katsbarnea em hebráico significa "lugar da decisão". Na Bíblia, Katsbarnea aparece como o lugar de onde os doze espias, um de cada tribo de Israel, todos fugitivos do Egito, saíram para ver se a terra de Canaã era aquilo que Deus havia prometido. O significado que mais se aproxima com a ideologia da banda é "lugar da decisão", já que a proposta é levar aquele que não conhece Jesus a decidir-se por viver uma vida nova, livre das drogas ou quaisquer dependências que aprisionam a alma, passando assim a viver uma viagem espiritual.

Formação atual

Paulinho Makuko (voz, violão e percussão); Déio Tambasco (guitarra); Marcelo Gasperini (bateria); Tutu Castro (baixo - convidado).

Discografia

encontrando bom humor no mau humor !!!

 

Respostas irritadas...rsrsrs

 

Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam: - Você está dormindo?

Não, estou treinando pra morrer!

 

Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta: - Tá com defeito ?

Não. É que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.

 

Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam: - Vai sair nessa chuva?

Não, vou sair na próxima.

 

Quando você acaba de levantar, aí aparece alguém (sempre...rsrsrs) e pergunta: - Acordou?

Não. Sou sonâmbulo!

 

Seu amigo liga para sua casa e pergunta: - Onde você está ?

No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!

 

Você acaba de tomar banho e alguém pergunta: - Você tomou banho ?

Não, mergulhei no vaso sanitário!

 

Você está na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta: - Vai subir??

Não, não, eu estou esperando meu apartamento descer pra me pegar.

 

O homem chega na casa da namorada com um enorme buquê de flores. Até que ela diz: - Flores?

Não! Cenouras... Não tá vendo???

 

 

Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar: - Em dinheiro??

Não, me dá tudo em clips!

 

 

 

chega de stress.....sorria !!!


"guerra santa"... conclusão da matéria...

 

Unidade Final

O conflito familiar no Oriente Médio não pode ser resolvido por diplomatas, nem pelos Estados Unidos, nem pela Europa e nem pelas Nações Unidas.

Apenas o próprio Senhor, o Príncipe da Paz, haverá de consegui-lo, pois Ele pagou o preço pela paz. Ele sozinho é capaz de promover a reconciliação; não a que é elaborada por hábeis políticos, num pedaço de papel, mas Ele ordenará a paz com base em Suas palavras: "...Está consumado!" Essas palavras estão seladas com Seu sangue eternamente eficaz. O verdadeiro preço pela paz já foi pago por completo!

Quando Israel finalmente O enxergar como Aquele a quem eles traspassaram e reconhecerem a Ele, o Salvador do mundo, o Messias de Israel, isto não mais ficará em segredo, mas também atingirá todas as nações ao redor de Israel. Deus, então, fará cumprir todas as promessas que deu a todos os filhos de Abraão.

O profeta Isaías previu o poder unificador do Senhor há mais de 2.700 anos: "Naquele dia, haverá estrada do Egito até à Assíria, os assírios irão ao Egito, e os egípcios, à Assíria; e os egípcios adorarão com os assírios. Naquele dia, Israel será o terceiro com os egípcios e os assírios, uma bênção no meio da terra; porque o SENHOR dos Exércitos os abençoará, dizendo: Bendito seja o Egito, meu povo, e a Assíria, obra de minhas mãos, e Israel, minha herança" (Isaías 19.23-25).

 

 

clip da semana...
<object width="425" height="355"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/P-fzue3bfoA&rel=1"></param><param name="wmode" value="transparent"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/P-fzue3bfoA&rel=1" type="application/x-shockwave-flash" wmode="transparent" width="425" height="355"></embed></object>

 

A Oração de Abraão pelos Árabes

 

Depois de receber outras instruções, Abraão aparentemente começou a pensar que Deus estava confirmando Ismael como Sua semente escolhida. Ele orou: "...Tomara que viva Ismael diante de ti!" (Gênesis 17.18).

Mas Deus rapidamente o corrigiu: "De fato, Sara, tua mulher, te dará um filho, e lhe chamarás Isaque; estabelecerei com ele a minha aliança, aliança perpétua para a sua descendência" (v. 19).

Apesar disso, Deus afirmou muito especificamente que havia ouvido as orações de Abraão a favor de Ismael: "Quanto a Ismael, eu te ouvi: abençoá-lo-ei, fá-lo-ei fecundo e o multiplicarei extraordinariamente; gerará doze príncipes, e dele farei uma grande nação" (v. 20). Mas o Senhor enfatizou que Ismael não era o portador da aliança, mas sim Isaque: "A minha aliança, porém, estabelecê-la-ei com Isaque, o qual Sara te dará à luz, neste mesmo tempo, daqui a um ano" (v. 21).

Bênçãos para Ismael

A escolha de Isaque, entretanto, não diminuiu a tremenda bênção sobre Ismael. Ismael deveria ser abençoado, ser frutífero, multiplicar-se, não apenas de maneira normal, mas "extraordinariamente". Ele seria pai de 12 príncipes e não se tornaria apenas uma nação, mas "uma grande nação".

O cumprimento dessa profecia encontra-se em Gênesis 25. Lemos na genealogia de Ismael que dele realmente descenderam 12 príncipes.

Ismael, portanto, não deve ser menosprezado ou rejeitado, pois Deus deu a ele e a seus descendentes grandiosas bênçãos e as promessas que acabamos de citar.

Entretanto, os descendentes de Ismael tornaram-se inimigos ferrenhos de Israel, descendentes de Isaque (veja Salmo 83). E permanecem assim até o dia de hoje.

Outros Descendentes de Abraão

Sara, a amada esposa de Abraão, deu à luz ao filho da promessa com 90 anos de idade e acabou morrendo aos 127 anos. Após Abraão ter enviado o seu servo para procurar uma esposa para Isaque, o que, incidentalmente, fornece-nos um quadro profético da Noiva de Cristo, achou obviamente que o seu chamado estava completado, que o seu ministério estava concluído.

Depois que Isaque se casou com Rebeca, Gênesis 25 diz: "Desposou Abraão outra mulher; chamava-se Quetura. Ela lhe deu à luz a Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá. Jocsã gerou a Seba e a Dedã; os filhos de Dedã foram: Assurim, Letusim e Leumim. Os filhos de Midiã foram: Efá, Efer, Enoque, Abida e Elda. Todos estes foram filhos de Quetura. Abraão deu tudo o que possuía a Isaque. Porém, aos filhos das concubinas que tinha, deu ele presentes e, ainda em vida, os separou de seu filho Isaque, enviando-os para a terra oriental" (vv. 1-6). Abraão, já em idade avançada, criou outra família!

Pesquisando sobre a genealogia dessa família, descobrimos que os filhos de Abraão com Quetura também se tornaram inimigos ferrenhos de Israel. Portanto, vemos claramente que os árabes em geral, que reivindicam ter Abraão como pai, certamente pertencem à mesma família e estão ligados a Israel.

Nesse contexto, é extremamente interessante observar o que mostrou uma pesquisa recente:

Estudo de DNA comprova que judeus e árabes são parentes próximos, como diz a Bíblia

(...) Com uma nova técnica baseada no estudo da descendência masculina, biólogos concluíram que as várias populações judaicas não apenas são parentes próximas umas das outras, mas também de palestinos, libaneses e sírios. A descoberta significa que todos são originários de uma mesma comunidade ancestral, que viveu no Oriente Médio há 4000 anos. Em termos genéticos significa parentesco bem próximo, maior que o existente entre os judeus e a maioria das outras populações. Quatro milênios representam apenas 200 gerações, tempo muito curto para mudanças genéticas significativas. Impressiona como o resultado da pesquisa é coerente com a versão expressa da Bíblia de que os árabes e judeus descendem de um ancestral comum, o patriarca Abraão.

(...) Os pesquisadores perceberam também que, apesar da longa diáspora, as populações judaicas mantiveram intacta a identidade biológica (...) O resultado não apenas está de acordo com a tradição bíblica como refuta as teses de que as comunidades judaicas atuais consistem principalmente de descendentes de convertidos de outras crenças... (Veja, 17/5/2000, p. 86, ênfase acrescentada)

 

continua amanhã...

Abraão: o Início de Israel e dos Árabes

Abraão é o homem com quem esse conflito árabe/judeu começou. Ele foi uma pessoa singular porque recebeu uma promessa muito especial de Deus, o Criador.

No capítulo 11 de Gênesis lemos a respeito da tentativa malograda de conseguir uma unidade mundial através da Torre de Babel, que supostamente deveria atingir os céus. Em Gênesis 12 lemos, então: "Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra" (vv. 1-3).

Não se trata de uma bênção pronunciada por um sacerdote, um profeta ou algum grande dignitário. Esta bênção foi confirmada pela promessa quádrupla dada a Abraão por ninguém menos do que o próprio Criador do céu e da terra, o Deus eterno que sempre foi, que é e que sempre será!

Esse homem, Abraão, foi instruído por Deus a deixar tudo para trás e fazer uma jornada à Terra Santa. Ele teve de deixar seu país, sua parentela, até mesmo a casa de seu pai, e viajar para um lugar que lhe era desconhecido. E esse homem confiou no Deus vivo que lhe havia falado e partiu.

Uma das características singulares de Abraão foi que ele obedeceu naquilo que foi instruído a fazer. Ele creu em Deus e imediatamente agiu. Por esse motivo, lemos no Novo Testamento: "...para vir [Abraão] a ser o pai de todos os que crêem..." (Romanos 4.11).

Abraão era um admirável e fiel servo do Senhor. Ele creu em Deus mais do que em qualquer outra coisa. Todavia, em algumas ocasiões, Abraão permitiu que a sua carne corresse em paralelo à sua vida de fé.

Por isso o conflito que vemos hoje no Oriente Médio pode ser remontado às origens desse grande patriarca do povo de Israel e dos árabes.

Abraão e os Árabes

A paciência de Sarai, esposa de Abraão, esgotou-se primeiro: "Disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de dar à luz filhos; toma, pois, a minha serva, e assim me edificarei com filhos por meio dela. E Abrão anuiu ao conselho de Sarai" (Gênesis 16.2).

Abraão, que tinha 86 anos de idade, teve um momento de fraqueza. Ele se esqueceu de Deus e logicamente chegou ao ponto onde também deve ter pensado: "Nós temos de fazer alguma coisa!"

Pode bem ser que ele tenha concordado com Sarai, julgado ser essa a solução do Senhor, e deste modo seguido o conselho de sua esposa.

"Ele a possuiu, e ela concebeu. Vendo ela que havia concebido, foi sua senhora por ela desprezada" (v. 4).

Obviamente, esse não era o caminho que Deus planejara para dar uma descendência numerosa a Abraão. Imediatamente começaram os problemas. Sarai, a legítima esposa, passou a ser desprezada aos olhos de sua serva Hagar, que deu a Abraão um filho, o seu primogênito, chamado Ismael.

Se Abraão e Sara reconheceram que aquilo que fizeram estava errado, não há evidência disso nas Escrituras.

Treze anos mais tarde, entretanto, Deus falou a Abrão, agora com 99 anos de idade, repetindo novamente a promessa que Ele lhe fizera anos atrás.

Mas então Deus mudou o nome de Abrão para Abraão. Abrão significa "pai das alturas" ou "pai exaltado", e Abraão significa "pai de multidão".

CONTINUA.......

 

"Guerra Santa"...entenda como tudo começou...

 

Abraão é chamado de pai de todos os que crêem. Mas apenas através de Isaque, de Jacó e de seus descendentes é que Deus prometeu cumprir a Sua intenção de estabelecer o Reino de Deus na terra e oferecer salvação à humanidade. A seguir, veremos como os erros de Abraão geraram um grande conflito que chega até nossos dias no Oriente Médio. Abraão também é considerado o pai dos árabes.

O século XX será conhecido como o mais turbulento da história humana. Durante seus primeiros 45 anos, houve duas guerras mundiais que dizimaram milhões e milhões de pessoas. Esse foi o século em que o comunismo começou a florescer na Rússia e se espalhou pelo mundo. Contudo, vimos também o colapso interno do comunismo, vividamente demonstrado na queda do Muro de Berlim.

Foi no século XX que vimos também a ascensão de um espírito sinistro que enganou o povo através da tentativa de solucionar o chamado problema mundial judaico. O mesmo espírito foi responsável pelo surgimento da estrutura de poder anti-semita mais temida que o mundo já conheceu. Mais de 6 milhões de judeus pereceram nas mãos do assassino regime nazista alemão, sob a liderança de Adolf Hitler.

O Regresso dos Judeus

No século XX também experimentamos algo absolutamente singular: o retorno dos judeus à terra de seus pais. Ao final do século XIX, os primeiros colonizadores judeus começaram a chegar à terra de Israel. Eles se uniram com aqueles que já estavam ali e começaram a cultivar as partes do território chamado de Palestina. Seu objetivo era restaurar a terra, trazê-la de volta à vida e produzir comida para o povo que ainda haveria de chegar.

Naqueles primeiros dias, a terra parecia sem qualquer esperança. Mas os judeus persistiram, e o fruto do seu trabalho foi a fundação do Estado de Israel no dia 14 de maio de 1948. Desde aquela época, o foco das atenções transferiu-se dramaticamente do novo mundo, os Estados Unidos, para o velho mundo, o Oriente Médio, como sendo o centro do futuro.

Paralelamente ao desenvolvimento do moderno sionismo, com seu alvo de fazer os judeus voltarem à terra de Sião, surgiu também a fenomenal explosão da importância das nações árabes. De repente e sem que se pudesse esperar, o mundo industrializado viu-se à mercê do mundo árabe que controlava as vastas reservas de petróleo. Enquanto centenas de livros são escritos acerca do conflito do Oriente Médio e um volume de documentos quase inesgotável está à nossa disposição, queremos salientar que o conflito todo não é simplesmente algo político, religioso, militar ou econômico, mas, na realidade, é um conflito familiar. Assim como dois filhos de uma família brigam por um brinquedo, judeus e árabes continuam a brigar pela herança: a terra de Israel.

(continua amanhã)

tipo de coisa que só quem ama pode entender...

 

<object width="425" height="355"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/MlHGqQdLFvk&rel=1"></param><param name="wmode" value="transparent"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/MlHGqQdLFvk&rel=1" type="application/x-shockwave-flash" wmode="transparent" width="425" height="355"></embed></object>

mais uma lenda do povo judeu...

 

O assassinato de Abel por parte de Caim não veio como algo totalmente inesperado para os pais deles. Num sonho Eva havia visto o sangue de Abel fluindo para dentro da boca de Caim, que bebia dele avidamente, embora seu irmão implorasse para que ele não o tomasse todo para si. Quando Eva contou o sonho a Adão ele disse, em tom de lamentação:

– Ah, que isso não pressagie a morte de Abel pela mão de Caim!

Ele separou os dois rapazes, designando a cada um uma moradia distinta, e a cada um dos dois ensinou um ofício diferente. Caim tornou-se lavrador do solo, Abel guardador de ovelhas. Tudo em vão: apesar dessas precauções, Caim matou seu irmão.

“Vejo agora que atos de bondade não levam a nada”.

A hostilidade de Caim para com Abel teve mais de uma origem. Ela começou quando Deus mostrou apreciação pela oferta de Abel, e demonstrou aceitá-la enviando fogo do céu para consumi-la, enquanto a oferta de Caim foi rejeitada.

Eles trouxeram seus sacrifícios no décimo-quarto dia de Nissan, seguindo a orientação de seu pai, que assim havia dito aos filhos:

– Este é o dia no qual, em tempos futuros, Israel oferecerá os seus sacrifícios. Portanto vocês também, tragam sacrifício ao seu Criador neste dia, para que ele tenha prazer em vocês.

O lugar que eles escolheram para apresentar a oferta foi o lugar onde se ergueria mais tarde o Templo de Jerusalém. Abel selecionou do seu rebanho o melhor para o sacrifício, porém Caim primeiro comeu sua refeição, e depois de satisfazer seu apetite ofereceu a Deus o que sobrara, uns poucos grãos de linhaça – como se não fosse ofensa bastante oferecer a Deus um fruto do solo, o mesmo solo que Deus havia amaldiçoado! Não é de se admirar que seu sacrifício não tenha sido aceito em seu favor. Ele recebeu além disso uma repreensão:

– Se você corrigir a sua conduta, sua culpa será perdoada; se não, você será entregue ao poder da inclinação para o mal. Ela está batendo à sua porta, mas depende de você se você a dominará ou será dominado por ela.

Caim achou que havia sido injustiçado, e seguiu-se uma discussão entre ele e Abel.

– Eu achava – disse Caim – que o mundo havia sido criado através da bondade, mas vejo agora que atos de bondade não levam a nada. Deus governa o mundo com poder arbitrário, do contrário por que teria aceitado a sua oferta e não também a minha?

Abel discordou dele, insistindo que Deus recompensa as boas obras sem fazer distinção de pessoas. Se seu sacrifício havia sido aceito graciosamente por Deus e o de Caim não, era porque as suas obras eram boas e as de Caim perversas.

Porém esse não foi o único motivo do rancor de Caim para com Abel. Em parte foi o amor de uma mulher que ocasionou o crime. A fim de assegurar a propagação da raça humana, uma menina (destinada a ser sua esposa) nasceu junto com cada um dos filhos de Adão. A irmã gêmea de Abel era de uma beleza fora do comum, e Caim a desejou – pelo que vivia planejando modos e maneiras para livrar-se do irmão.

“E se eu te matar, quem vai requerer de mim o seu sangue?”

Não demorou e a oportunidade se apresentou. Certo dia uma ovelha que pertencia a Abel pisoteou uma plantação de Caim. Tomado de fúria, este exclamou:

– Que direito você tem de de viver na minha terra e deixar que suas ovelhas se alimentem aqui?

Abel retrucou:

– E que direito você tem de usar os produtos das minhas ovelhas, fazendo para si roupas da lã que elas produzem? Se você despir a lã do meu rebanho, com a qual está vestido, e me pagar pela carne das reses que já comeu, então eu abandonarei a sua terra, como você deseja, e viverei voando em pleno ar, se conseguir.

Pelo que Caim disse:

– E se eu te matar, quem vai requerer de mim o seu sangue?

– Deus – respondeu Abel, – que nos trouxe ao mundo, irá me vingar. Ele exigirá o meu sangue da sua mão, se você me matar. Deus é o juiz, e visitará com suas perversidades os perversos, e com suas maldades os maus. Se você me matar, Deus saberá o seu segredo, e dar-lhe-á punição.

Essas palavras deixaram Caim ainda mais furioso, pelo que atirou-se sobre o irmão. Abel era mais forte do que ele e o teria vencido, mas no último momento Caim implorou por misericórdia, e o gentil Abel, que havia imobilizado o irmão, deixou-o ir. Mal o havia libertado, Caim voltou-se novamente contra ele, e o matou. É portanto verdadeiro o ditado: “não faça o bem ao mau, para que o mal não recaia sobre você”.

* * *

Lendas dos Judeus é uma compilação de lendas judaicas recolhidas das fontes originais do midrash (particularmente o Talmude) pelo talmudista lituano Louis Ginzberg (1873-1953). Lendas foi publicado em 6 volumes (sendo dois volumes de notas) entre 1909 e 1928.

manhã chuvosa...

sabe aqueles dias em que você acorda e fica a manhã (ou o dia) inteiro achando que não deveria ter saído da cama..acredito que ao ler isso você imagine que as coisas até a presente hora não estão fluindo nada bem...você sutilmente foi levado a imaginar que essa é uma daquelas manhãs em que a gente acorda atrasado, vai tomar banho e bummmm.....a resistência queima....exatamente na hora em que você todo ensaboado...branco de espuma...vai se barbear e aiiii....se corta...sai de casa, pega trânsito, o pneu do carro fura, o ônibus quebra...ufaaa...chega...rsrsrs...não é nada disso (Graças a Deus)...rrsrs...é que a manhã ta com cara de preguiça mesmo....chuvinha fina...um friozinho gostoso (gosto de frio)...ai...que saudade da minha cama !!!

mas...deixando a preguiça de lado...olha que texto interessante encontrei enquanto "navegava"...

                        


Corra riscos
 

Rir é correr o risco de parecer tolo.

Chorar é correr risco de parecer sentimental.

Estender a mão é correr o risco de se envolver.

Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.

Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas.

Amar é correr o risco de não ser correspondido.

Viver é correr o risco de morrer.

Confiar é correr o risco de se decepcionar.

Tentar é correr o risco de fracassar.

Mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não

arriscar nada.


A pessoa que não corre nenhum risco não faz nada, não tem nada e não é nada. Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas elas não

conseguem nada, não sentem, não mudam, não crescem, não amam, não vivem.

Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade.

Somente a pessoa que corre riscos é livre.


Corra Riscos...

 

(autor desconhecido)

 

é isso ai...e, antes que me esqueça....um ótimo final de semana a todos !!!!

Ricardo Gondim falando sobre homilética...

 

 

<object width="425" height="350"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/YlIRGVrDFcg"></param><param name="wmode" value="transparent"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/YlIRGVrDFcg" type="application/x-shockwave-flash" wmode="transparent" width="425" height="350"></embed></object>

é...não resta mais nada a dizer...

Peço desculpas por ter reclamado tanto dos altos sálarios dos jogadores...eles merecem !!!
 

Frases verídicas de Jogadores e cartolas de Futebol

 

"Eu peguei a bola no meio de campo e fui fondo, fui fondo, fui fondo e chutei pro gol..." - Jardel, ex-jogador do Vasco e Grêmio, ao relatar ao repórter o gol que tinha feito.

 

"A bola ia indo, indo, indo... e iu!!!" - Paulo Nunes, comentando um gol que marcou quando jogava no Palmeiras.

 

"Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu" - Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72.

 

"Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola" - Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo.

 

"No México que é bom. Lá, a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias..." - Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos.

 

"Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe" - Jardel, ex-atacante do Vasco, Grêmio e da Seleção, e depois Porto, Portugal.

 

"Clássico é clássico e vice-versa" – Jardel, sempre ele...

 

"O meu clube estava à beira do precipício, mas tomou a decisão correta: deu um passo à frente" - João Pinto, jogador do Benfica de Portugal, mas bem que poderia jogar no Corinthians da MSI...

 

"A moto eu vou vender e o rádio eu vou dar para minha avó" - Biro Biro, ex-jogador do Corinthians, ao responder a um repórter o que iria fazer com o “Motoradio" que ganhou como melhor jogador da partida.

 

"Na Bahia é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar..." - Zanata, baiano, ex-lateral do Fluminense, ao comentar sobre a hospitalidade do povo baiano

 

"Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático e gramático" - Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians.

 

"O difícil, como vocês sabem, não é fácil" – outra dele, Vicente Matheus...

 

"Haja o que hajar, o Corinthians vai ser campeão..." - Vicente Matheus, quando ainda não existia a MSI...

 

"Se entra na chuva para se queimar..." - Vicente Matheus

 

"O maior General da França é o General Eletric" - Vicente Matheus, ao responder uma pergunta dos franceses que queriam comprar Sócrates.

 

"O Sócrates é invendável, inegociável e imprestável" - Vicente Matheus, ao recusar a oferta dos franceses...

 

"Não tem outra, temos que jogar com essa mesma..." - Reinaldo, do Atlético, ao responder a pergunta do repórter se ele ia jogar com aquela chuva...

 

 

será que é isso que estamos vendo mesmo...

Sábiamente já foi dito: NEM TUDO QUE BRILHA É OURO !!!...quantas vezes já nos decepcionamos por acreditar em algo que a nossos olhos pareciam tão reais....

Muitos já não sentem o "gosto" da vida como antes por serem "vitímas" de uma decepção...seja em que sentido for, estamos absolutamente sujeitos a nos decepcionar com pessoas, situações, instituições e tantas outras coisas que possam existir e que fazem parte da nossa vida diária...quantas pessoas tiveram a experiencia de acordar e ao abrir o jornal "dar de cara" com notícias, verdadeiras ou não que levaram suas esperanças ao chão...a pergunta que sondava a minha mente hoje era exatamente essa...oque na nossa vida é realmente verdadeiro...as pessoas com as quais nos relacionamos e se dizem amigas...será que realmente são...os votos que são feitos, as promessas, as notícias nos jornais, rádio e tv...é real mesmo ou somente chegaram até mim a fim de cumprir um objetivo pré-definido...oque a meus olhos parece tão belo...será que é mesmo..ou não passa de um sepulcro caiado...e por falar em beleza verdadeira...isso é algo que temos muuuito a comentar.....mas isso é assunto para outro dia... 

horário de ver....zzzzzzzzzzzzzzz

ahhh...que sono...não por ser segunda feira...mas o fato de ter que acordar uma hora mais cedo judia sim e sem piedade...pois ajustar o relório do pulso, celular, parede e tantos outros que possamos lembrar é fácil...difícil é ajustar o relógio biológico...teimoso como ninguém...(ou como nós)...ele insiste em não dar de mão beijada sua tão precisa hora de descanso...

Pensando nisso, vejo como temos dificuldade em nos acostumar com algumas coisas...afinal de contas o horário de verão esta em vigor no nosso país desde 1931 e até hoje...acredito não estar exagerando...a maioria da das pessoas não se acostumou e todo ano é a mesma coisa...a gente sempre se pega na dúvida se devemos adiantar ou atrazar o relógio..isso sem contar nas reclamações que fazem coro em todo lugar...independente da condição social, idade, origem..todos parecem unânimes em opsição ao tal horário de verão...rsrs...mas....como sou da opnião que gosto é que nem nariz (cada um tem o seu)...existem também aqueles  o amam ...pois quando saem do trabalho, escola ou de onde quer que seja, ainda dá tempo de ir as compras (o comércio agradece !!!), passear, namorar...quer saber...horário de verão ou não...é hora de viver, sorrir, EXISTIR...então vamos deixar a preguiça de lado e aproveitar cada momento que a vida nos oferece e que não voltam atrás...afinal...quanto mais se dorme...menos se vive...uma boa semana a todos !!!!

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Música, Cinema e vídeo
Outro - carlos.congap@hotmail.com